Total de visualizações de página

quinta-feira, 7 de março de 2013


Sou Poeta...

Não sei se de sonhos
ou de bar...
Poeta que muitas vezes
sequer sabe poemizar!
Das rimas sei pouco,
da vida menos ainda
por isso me chamo ,
poeta de esquina!
Não almejo aplausos
nem cortesias vãs...
só quero poesias
em minhas manhãs!
Se a rima for fraca
for triste ou quebrada,
transformo-a em samba
de beira de estrada...
É  que nos versos que fabrico
horas me encontro
horas me perco,
e se isso  acontece
sequer mudo de endereço!
Pois sou simplesmente poeta
de esquina ou botequim
por isso não tenho culpa
quando o poema está ruim!
Se não passa  na garganta
nem conquista coração
descarto-o numa gaveta
e escrevo na contra mão!
Ou muito além desse passo
eu os jogo para o leu
transformadas em avião
fabricados de papel
e que me fazem um  poeta
bem la no alto, no céu!!!

Fatinha, so Fatinha...