Total de visualizações de página

sexta-feira, 20 de maio de 2011

Desejo...

Vou assim chutando latas
passo na rua dos sonhos
e desato-os de suas obrigações
ilusões
sermões
emoções...
Gargalho a passagem livre
do pensamento pecaminoso
que horroroso!
Sua verdade , verdadeira
é  ser pecado
no desejo que eu sinto por  você
quando salivo ao ver-te
em branca e inocente luz
no reflexo de tuas pupilas.
menino bonito,
com cheiro e aroma de amor...
de onde sobressai meu desejo
de em teus braços aninhar-me
encontrar-me
encantar-me...
Seduz-me assim
na mansa fala,
no olhar sereno
que insinua e retrai-se ao desejo meu...
que compactua e desata os gostos
que apuro ao teu sabor
gosto de amor
que ainda se esconde
na candura, branda e calma
em que me acolhes
e em noite de lua me diz
fica, e se faz em mim sem demora
e da ultima estrela , que faz-se no céu
não queira saber a hora!


fatinha, so fatinha...

Nenhum comentário:

Postar um comentário