Total de visualizações de página

segunda-feira, 27 de maio de 2013




Poema incompleto...


Plantei uma batatinha
no meu jardim...
nasceu então um poema
 dentro de mim
mas falta um pedaço
dessa canção
falta algo maior
na composição...
se é noite vislumbro a lua
se é dia admiro o céu
mas quero ser um  poema
bandeirinha de papel
que enfeita noites de festa
sempre em grande salão
que dá cores , sonhos vidas
e baila na imensidão...
Quero ser poema novo
não em livros de estantes
mas aqueles que tem vida
lidos a qualquer instante...
Quero gosto de sorvete
expresso em minhas estrofes
girar em grande circuito
viajando do  Sul ao Norte.
Quero fantasia azul
no meu poema papel
palavras mágicas escritas
 que voem ate o céu
Quero ser mar, oceano
desse viver inconstante
ser poesia e fazer
a vida interessante
Quero depois disso tudo
deitar e adormecer
abraçada com o poema
que me tornei para você!!!!


Fatinha , so Fatinha...


Nenhum comentário:

Postar um comentário