Total de visualizações de página

segunda-feira, 27 de maio de 2013


Transformação!
Droga...
Minha vida era uma festa, de falsa alegria.
Em ti meu sorriso doce se escondia
O dia escurecia...
E anunciava angústia e melancolia.
Por que me davas, um muito sem nada.
E minha vida se estagnava... e escorria
Pelas mãos, numa paixão por ti conturbada,
Exasperada plantada no cheiro acre e podre
De tua escravidão...
Mas meu Jardineiro, Aquele que plantou
minha vida na Terra, de ti não se alegrou
e me socorreu num momento de dor !
E  tornou a me plantar, me regando e amando...
Deu-me a chance de encontra-lo
Num campo florido
De amigos e amor
Amor de verdade,
Amor com valor
Sem escravidão
Sem  medo , sem morte ,
Sem jogo de azar, ou de sorte...
E por isso estou aqui
Sorrindo e dizendo obrigada Senhor
Já não sou um escravo, sou livre em Ti
Teu amor me salvou!
Fatinha, so Fatinha...

Nenhum comentário:

Postar um comentário