Total de visualizações de página

quarta-feira, 2 de abril de 2014



Apenas Poeta!

Sua intelectualidade
não contém minha poesia...
Se não me entendes, bobagem
te entregas a fantasia!
Dispenses
a eloquência
a decência
a métrica
a logística
a inocência,
a consciência...
Atenha-se a loucura
do poeta,
do cantor
do profeta
do ator...
Eles ditam palavras
sem ordem existir
escrevem ao léu 
sem nada exigir...
mas falam
de saudade
de paixão
de amor
de tesão
Rimam, ou não
descem escadas
sem precisar de corrimão...
Por que o que interessa
é a liberdade
é a descoberta
a fecundidade
a oportunidade
de saber parir
de nunca parar
de poder  partir 
sem querer chegar
de deitar , dormir
esquecer de tudo
ou reinventar
e no absurdo 
desse nada ou tudo
se redesenhar!

Fatinha, só Fatinha 
                                         
                                  

Nenhum comentário:

Postar um comentário