Total de visualizações de página

segunda-feira, 8 de julho de 2013



Poema Mudo!!!

Faço poemas do que se acabou
da noite não vivida
da saudade sentida
das lágrimas caídas
em sua partida...

Não queria 
que houvesse rimas
por que o fim ,
 é algo que começa
quando se tropeça,
esbarra em verdades
As vezes doloridas
nem sempre esquecidas!

Ah, mas poesia sem rimas
sem métrica
fica que nem eu , desconexa!

Então,me decido,
 agora que chegou o fim 
vou ali 
em meu jardim
plantar palavras
colher amores
que saibam algo de mim!

Depois recomeço tudo 
sem dor e sem absurdo.
E no final , transcrevo tudo
num poema mudo!

Fatinha ,só Fatinha...

Nenhum comentário:

Postar um comentário