Total de visualizações de página

sexta-feira, 18 de fevereiro de 2011

E a lua apareceu...

E a lua apareceu...
acolhi -a  em risos de criança
bati palmas , em altos tons
fiz pirraça , trapaça e dança!
Do meu plantão de novelista das oito
sai e fui admira-la, 
bonita,
leal
azul 
sensual,
melancólica
altiva
útopica!
Reviste-me com ela de esperança infantil
sonhos de dragão preso nela
sonhos de moça na janela!
Ah, lua adversa , nostalgia
que me encanta , me seduz a luz do dia,
que me impulsiona a escrever tola poesia
guarda-me no encanto que emana
velas o  meu sono não me engana,
tens grande prazer em ver-me, insana!


fatinha so fatinha...



Nenhum comentário:

Postar um comentário