Total de visualizações de página

quinta-feira, 24 de fevereiro de 2011

Tu poema...


Tu passeias no meu verso de amor
poemizo um rabisco que fala de flor!
Ah , poema humilde , no desejo de encantar
procuro rimas
uso palavras
descubro sons
que ajudem a poemizar!
Mas tudo isso , é pouco ou nada
és verso sempre no poema 
que crio na madrugada
poema, simples poema,
mais nada!


fatinha, so fatinha...



Nenhum comentário:

Postar um comentário