Total de visualizações de página

quarta-feira, 9 de março de 2011

Me encontrando


E assim começo a escrever
palavras tantas,
palavras santas
tantas e santas
que tenho medo de me  perder!
Copio trechos de dias idos
sem muita pompa
sem ter ruídos...
cantos e contos
de tudo aquilo
que foi vivido!
Quisera ter em minhas mãos
magia pura
pura magia
que escreve tudo ,
que lembra tudo,
de cada passo,
de cada dia!
E nunca esquece de uma canção!
Por que de tudo que hoje escrevo
tento encontrar meu coração!
Que foge sempre
quando rabisco
e sai em busca de boemia!
E assim  arrisco
enquanto escrevo,
de mim um pouco ,
ou quem sabe um tanto
num simples toque de poesia,
que me faz sempre
querer  fugir...
buscar em alguém
ou nas palavras
para algum canto
poder partir!
Porém me encontro
enquanto escrevo
sem muita pompa
sem muito apreço,
e aí  me arrisco
no que eu faço
por isso mudo de endereço!
Assim me encanto
horas me perco,
e está perfeito,
Pois escrevendo
até descubro
que tudo aqui
se paga um preço!
Horas sorrindo,
horas chorando
Eu me encontro
e então me aceito!


fatinha, so fatinha...

Nenhum comentário:

Postar um comentário