Total de visualizações de página

segunda-feira, 29 de novembro de 2010

Bar ....

Saio em noites perdidas,
Sento a mesa de um bar...
Sonhos soltos sem medidas
Risos dados sem pensar!

Aqui nessa noite faço
Minha estréia liberdade!
Mastigo um velho sanduiche
Com gosto de felicidade!

Batuco um samba na mesa
Com amigos que não conheço
São fantasmas com certeza
Com quem hoje permaneço!

Rasgo a saudade guardada
Numa cantiga de amor
Versejo alegria quebrada
Numa lágrima que restou...

Então cantoralo bêbado
Numa tristeza feliz!
Hoje não tenho mais medo
Minha vida, é o que dela fiz!

fatinha, so fatinha...
(05/05/2010)

Nenhum comentário:

Postar um comentário