Total de visualizações de página

segunda-feira, 29 de novembro de 2010

Era uma vez...

Era uma vez um mágico...
que magia ele fazia?
transformava as palavras em poesias!
e se sentia orgulhoso...
seu mundo era sem igual
pegava palavras , misturava , unia...
estava escrita a poesia!
De tudo ele escreveu: falou de flores
e não rimou com dores,
falou de sonhos e não deixou
que fossem tristonhos...
o luar?fez mais brilhante,
pra iluminar a noite dos amantes!
fez o mar de um azul brilhar tão lindo
até parecia , que o céu tinha sumido!
Do vento fez a canção, usando notas suaves
nascidas do coração...
E assim foi poemizando,
tudo que tocava , em poesia se transformando!
Mas o mágico, esqueceu que era humano,
e um belo dia , por tudo que escreveu
acabou se apaixonando...
da lua ele quis a luz, do vento quis a canção
do mar ele quis a cor...do céu a imensidão
pois tudo, pensava ele, surgia de suas mãos!
Pegou então uma caixa grande
e tudo que ele escreveu ali guardou
seu tesouro estava salvo, aquilo era seu amor!
Ah, percebeu então o mágico
que já não havia magia,
pois não existia mais nada
pra se fazer poesia...
os amantes não se amavam
os olhos já não se viam
as mãos não se encontravam
as bocas não se queriam...
Um lamento em seu peito
começou a lhe doer,
pois o que ele queria, era somente escrever!
mas eramuito egoista, seu amor não dividia
e deixou morrer na caixa ....toda sua poesia!
Era uma vez , uma fada, que encontrou enorme caixa!
abriu-a e surpresa ficou...dela a poesia saltou!
fez festas e gargalhou!
Dançou ciranda sozinha,
e a poesia espalhou...e o mundo se encheu de amor!
e o nome da fadinha? ah fatinha, so fatinha!

Fatinha, só fatinha
(23/04/2010)

Nenhum comentário:

Postar um comentário