Total de visualizações de página

sábado, 27 de novembro de 2010

Bonecos de pano



O show vai começar
Que se assentem cada um em seu lugar!
O anuncio se faz ouvir,

o silencio então se faz,
o pano preto descerra , cai...
No palco , pequena iluminação
a platéia assistindo com atenção!
Os bonecos aparecem,
pernas , braços se remexem,
e o texto ensaiado tantas vezes se inicia,
para os que assistem é uma linda fantasia!
Dois bonecos se apaixonam
e se amam com emoção!
É uma história tão contada,
 mas ainda desperta atenção...
O boneco  é bonito um tanto esguio,
diz que ama a boneca,
mas se percebe , que ele olha pro vazio  
 A boneca encantada
so quer ser a sua namorada!
Ele fala, ela suspira.
Ele grita, ela respira
baixinho, para não aborrece-lo,
pois no fundo ela tem medo de perde-lo...
O espetáculo continua
e a platéia a aplaudir em meio a tudo,
 um ou outro
está a sorrir!
é uma história engraçada? 
A platéia não entende nada!
Mas pagaram pra assistir, 
então , por que não sorrir?
A história continua 
e a boneca encantada,
faz poemas em plena madrugada!
e o boneco bonitão, não faz conta
afinal ele sabe:qualquer uma quer ter seu coração!
E assim , vai se passando,
essa história de amor,
a boneca só amando
e o boneco causando dor!
De repente, outra boneca vem ao palco...
o boneco então, até dá um salto!
E se esquece da boneca apaixonada
vão pro lixo os poemas escritos na madrugada!
De repente de tudo ele esquece
e entrega seu coração
a outra que nem conhece!
A boneca apaixonada, 
fecha os olhos pra não ver
coração tão machucado
só lhe resta esquecer!
O boneco tão garboso,
de nada ele se atina
só pensa no novo amor
da boneca , não ver a dor!
Porém , não está preparado
a outra não o quer como namorado!
A canção ate desafina
e a outra , o deixa largado numa esquina!
O boneco arrasado,
vai em busca de consolo
nos braços do antigo amor...
E de repente, se depara com triste cena de dor!
A boneca apaixonada , já não existe,
seu recheio espalhado  pelo palco
cena triste!
A platéia se levanta e aplaude com emoção
o boneco nem se mexe,
as palmas já não chamam atenção!
E ele muito desolado , cai no chão
em um palco enfeitado
de confetes, solidão!!!




Fatinha, so Fatinha

Nenhum comentário:

Postar um comentário