Total de visualizações de página

segunda-feira, 29 de novembro de 2010

Cansado Amor!

Teus versos hoje
Já não me surpreendem...
Onde se esconderam as rosas?
Não são bem rosas que me cativam
São as mãos belas do jardineiro
Que as cultivam!
Ah, em outrora as roubastes para mim...
Teus versos então tinham poesia
Na madrugada fostes a margem da lei
Eras fiel ao amor que em ti existia.
Os jardins ainda existem?
As rosas pálidas, agora creio
Do olhar do amor
Hoje tem receio
Já não ofertam sonhos madrigais
A mão que as tocam
De amar não é capaz...
Cansado amor
Faz tua despedida
Acena o lenço , não olhes para tras
Deixas comigo a imagem das rosas
Pra mim roubadas , em noites distantes
Amor cansado, se despede , vai...

FATINHA, SO FATINHA!
(10/05/2010)

Nenhum comentário:

Postar um comentário